Criança Esperança recebe inscrições de projetos até 24 de outubro

Fruto de uma parceria da Globo com a UNESCO, o Criança Esperança recebe até 24 de outubro candidaturas de projetos para o seu processo seletivo 2019. As iniciativas escolhidas receberão recursos de até 350 mil reais em 2020. Programas devem estar inseridos nas áreas de educação, inclusão e cidadania, arte e cultura, esportes e juventudes.

Também serão considerados os projetos que, de alguma maneira, contribuam para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). Essas metas integram a Agenda 2030, acordada entre todos os países da ONU em 2015.

A escolha das iniciativas é feita pela UNESCO. No processo seletivo, que é público, buscam-se programas com público-alvo de crianças, adolescentes e jovens em vulnerabilidade – principalmente em situação de rua, com deficiência, pertencentes a grupos sociais minoritários e/ou do gênero feminino. Cada organização pode inscrever apenas um projeto por meio do site www.criancaesperanca.com.br.

Os projetos selecionados recebem apoio financeiro com valores entre 60 mil e 350 mil reais, de acordo com as demandas de cada entidade.

Sobre o Criança Esperança

Há 33 anos, o Criança Esperança cria oportunidades, empodera pessoas e transforma vidas de crianças, adolescentes e jovens. Até o momento, mais de 350 milhões de reais em doações já foram investidos no Brasil, em mais de 5 mil projetos sociais, beneficiando mais de 4 milhões de crianças e adolescentes em todo o país.

É possível fazer doações durante o ano inteiro pelo site do Criança Esperança — www.criancaesperanca.com.br. Os recursos arrecadados são depositados diretamente na conta da UNESCO, responsável pela seleção de projetos, realizada anualmente por meio de edital público. Após o processo seletivo, a UNESCO monitora e faz o acompanhamento técnico e financeiro dos projetos apoiados. O Criança Esperança é uma iniciativa da Globo com a UNESCO em parceria com milhões de brasileiros.

 

Fonte: GIFE.