Como adquirir equipamentos de TI verde

Muitas organizações hoje preocupam-se com a utilização de equipamentos de TI verde que são essencialmente computadores e outros dispositivos eletrônicos possuidores de uma quantidade reduzida de material tóxico (como chumbo, mercúrio, cádmio, cromo e plástico PVC) em sua composição base, que consomem menos eletricidade, além de ter plásticos reciclados ou plásticos biodegradáveis em sua composição. Também são fáceis de desmontar e reciclar, são facilmente reparáveis e têm garantias sólidas.
Vantagens econômicas e ambientais em utilizar equipamentos de TI verde:
• Laptops utilizam cerca de 20% da eletricidade que o sistema de desktop utiliza em condições normais.
• Os processadores mais novos como o Core Duo consomem menos energia que os processadores mais antigos como o Pentium. 
• Monitores de LCD são muito mais eficientes do que os antigos CRT. E monitores LCD que têm LEDs são mais eficientes que os monitores LCD convencionais.
A EPEAT (Electronic Product Environmental Assessment Tool) disponibiliza uma lista dos últimos lançamentos de laptops, monitores, computadores e desktops verdes dispostos em categorias “ouro”, “prata” e “bronze”. Os critérios para a disposição nas diversas categorias são baseados no uso de materiais não-tóxicos, conservação de energia, durabilidade e reciclagem. A pesquisa EPEAT permite um acesso fácil e rápido, permitindo busca por produto, fornecedor, tipo de monitor, e ranking. 
Outra maneira de adquirir produtos de TI verde é verificar quais são os fabricantes conscientes que preocupam-se em produzir equipamentos ecologicamente corretos. O guia do Greenpeace “Greener Electronics” avalia 18 grandes fabricantes de computadores e celulares em relação à eliminação de substâncias nocivas na fabricação e manipulação dos produtos, fazendo boletins das empresas a cada ano. Atualmente, Nokia e Sony Ericsson estão no topo da lista e Lenovo e Nintendo estão na parte inferior.
Felizmente está cada vez mais fácil encontrar equipamentos de TI verde, porém os preços ainda continuam bastante elevados para o ramo.
FONTE: www.techsoup.org  
Leia a notícia original clicando AQUI...