Vulnerabilidade em site da Caixa permitia redirecionar internautas


Página podia ser manipulada através de um 'cookie'. Problema foi corrigido após contato do G1.